Social icons

Bee Happy: dias assim

13 de novembro de 2018

Passei alguns meses longe do blog e, consequentemente, o projeto ficou atrasado. Pensei em como faria para colocar a par tudo que aconteceu nesses tempos, mas desisti parcialmente da ideia, até porque nem tem tanta coisa relevante assim. Então, num breve resumo: terminei o segundo período de design; tentei uma vaga na empresa júnior de design da Ufal, consegui passar em todas as etapas do processo seletivo, mas resolvi sair bem na última fase porque não estava aguentando com a carga horária, me senti sobrecarregada, percebi que meu emocional ia de mal a pior, e tomei essa decisão difícil. Doeu, passou, e estou melhor, ainda bem. Fui encorajada pelos gerentes a tentar novamente... Quem sabe.


Além disso, meus pais compraram um terreno e estão construindo uma casa perto de um dos locais que eu mais amo fotografar: a praia do Francês. <3 Estamos decidindo se quem vai morar lá é meu irmão ou nós, enquanto isso, vida que segue. Tenho notado que evoluí nos desenhos, mas a vergonha de compartilhar continua presente, rsrs, talvez algum dia role um mini tour pelos meus sketches; algo bom é que as compras vorazes por papelaria diminuíram substancialmente, tenho trabalhado pra não ser uma acumuladora, hehe. A última aquisição, feita em setembro, foi esse conjunto de marcadores da Sinoart que estão me ajudando bastante no curso. O kit de washi tapes foi pedido no começo do ano. Só chegou agora, pra variar.


Em compensação, continuo no frenesi por adquirir plantinhas e nisso não vou me conter em comprar nunca, tô amando ver verde em todos os lugares! Desde o dia que fiz a postagem sobre cuidados com suculentas, as minhas melhoraram muito, um grande alívio por sinal. O problema realmente estava na quantidade de água, que era insuficiente. Agora eu águo um dia sim e um não. Ah, essa fofinha que aparece nas fotografias é da minha mãe, do gênero Peperomia, a espécie eu sempre fico na dúvida, acho que é scandens...


Bom, mas queria mesmo era deixar registrado o que está importando agora. Esse Bee Happy é sobre como estão sendo os meus dias nessas férias e, confesso, em como desejei que eles se perpetuassem um pouquinho mais. O recesso das aulas termina já já, e fico feliz por ter conseguido aproveitar pra descansar muito, estava precisando dormir pelo menos + que 5 horas por dia. Como já havia escrito, eu sentia a mente cansada a ponto de dar um piripaque.


Aproveitei pra colocar minha lista de animes em dia, afinal, a Netflix vem acertando em cheio nos catálogos, yay! Recomendo a série Violet Evergarden, me arrancou várias lágrimas, sim, principalmente o episódio 10. Os filmes Shiki Oriori e Big Fish & Begonia são muito bons também.


Meus estudos de caligrafia estão indo num ritmo bem lento, além das leituras sobre os livros de desenhos, pois tenho dado prioridade aos que os professores estão passando no curso pra não sobrecarregar. Não consigo ler diversos livros ao mesmo tempo e, justamente por não possuir esse dom, me importa mais a qualidade da leitura do que quantidade. Mas o meu velho hábito de ler O Pequeno Príncipe e assistir aos filmes Ghibli nas férias continua por aqui, como de costume.


Outra coisa que tenho tentado fazer, e é de extrema importância para mim, é separar um momento maior pro meu devocional. Com a rotina na Ufal, chego cansada, vou estudar para provas, fazer trabalhos e acabo deixando essa parte tão essencial de lado. Tenho que me monitorar também para não perder horas na internet e colocar isso acima das horas com Deus. Uma postagem me ajudou a enxergar claramente esse fato, inclusive, revelando minhas falhas: Glorifying God in Your Digital Conduct.


Ter dias assim me fez um bem tão grande... E pra completar, descobri uma cantora muito amorzinho no Spotify, Deise Jacinto. As músicas dela são de uma leveza sem igual, dão aquele quentinho no coração e, com certeza, embalaram essas poucas semanas que estive em casa. Se puderem, escutem pelo menos essa. Acho a letra reconfortante, principalmente nessa época conturbada... Bom, não quero e nem vou falar sobre as eleições, decidi me abster porque vi pessoas ao meu redor pregando contra a intolerância, mas praticando a mesma com outras. A letra de "Como deve ser" me fez refletir sobre isso: pois decidi viver como se deve ser, sendo filho de quem eu sou, tentando não errar, perdoando quem falhar, e ouvindo mais quem chorar. 

E é isso. Eu vou crer, independente do que estão dizendo por aí, que dias melhores virão.
Para todos nós.

Abraços. ❤️


Bee Happy é um projeto fotográfico postado todos os meses, no qual 6 fotografias (ou mais) ilustram um resumo deles. Se você desejar fazer parte, será bem-vindo com alegria, basta apenas entrar em contato sobre seu interesse.

6 comentários

  1. Awwwn meu Deus! Quanto amor em um único post! Eu amo suas fotos! Dão aquele famoso "Quentinho no coração" (como tu citou na música rs') E eu ia amar ver seus desenhos, faz um post deles please!👏 Quando você se sentir à vontade é claro. Você é uma fofa! Beijo. ♥

    ResponderExcluir
  2. Suas composições são sempre um amor. Essas fotos estão com aquela sensação gostosa de aconchego. É horrível mesmo ficar com uma carga emocional pesada e é importante perceber quando algo tá nos sobrecarregando. Achar essas válvulas de escape pra gente se cuidar e se sentir mais leve.
    E fiquei curiosa pra ver os seus desenhos :)
    Abraços e desejando dias lindos por aí pra vc, Lai :)

    ResponderExcluir
  3. Que post lindo! Amei de verdade! Estou devendo meu post do Bee Happy! Vi que você respondeu meu email e não estou esquecida! O problema é que a correria por aqui também está grande e ando meio sem energia :( Vou tentar postar neste feriado, quem sabe não me sinto mais animada? Eu me identifiquei muito com seu post! Também amo o livro do Pequeno Príncipe. Talvez porque tenha lido ele pela primeira vez já adulta, é um livro que me diz muito e sempre me emociona. E uma vez eu o li para meus avós, então, agora ele sempre me faz lembrar desse dia. Por isso é um livro que sempre está na minha cabeceira. Já li inclusive pra meu bebê e provavelmente vou lê-lo novamente outras vezes, quando ele for maiorzinho :) Achei linda a plantinha da sua mãe e suas washi tapes. Também me identifiquei com sua reflexão sobre a importância de termos tempo para nos voltarmos para Deus. Eu sempre penso nisso, vejo como na correria acabo deixando de cuidar da minha fé. Isso é uma falha grave e por isso acho que acabo me sentindo tão cansada. Deus é nossa fortaleza. Ler a Bíblia com certeza é fundamental. Eu consegui ler o Velho Testamento, mas parei no Novo, justamente no livro de Mateus, cujo nome escolhi para ser o nome do meu filho. Preciso retomar a leitura. Vou anotar o nome aqui da cantora também para conhecer. Bom, além disso espero ver esses seus desenhos. Também tenho vontade de aprender a desenhar. Acho lindo quem desenha! Tenho uma cadernetinha onde pretendia fazer um desenho por dia, mas faz séculos que ela está parada. :/ É tanta coisa que a gente quer fazer que falta tempo... rsrs Mas também não dá pra se cobrar tanto. Bem, flor, vou indo! Quando postar no blog te aviso. Beijinho!

    ResponderExcluir
  4. Espero um dia ver seus desenhos por aqui c:

    Limonada

    ResponderExcluir
  5. Lindeza de post <3 Me deu saudade de fazer os meus também!
    Tem sempre tanta ternura nas suas fotos...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Que post lindo, Laís! Deixou-me o coração tão quentinho (e com vontade de beber um chocolate quente, nem sei porquê eheh).
    Também têm andado uns tempos conturbados por aqui e foi uma lufada de ar fresco ler tudo isto, ver as bonitas fotos e ouvir a música-abraço que deixaste aí 💛

    ResponderExcluir

Contact

Nome

E-mail *

Mensagem *